A Maria-Sem-Vergonha

A maria-sem-vergonha é uma boa opção de flor para canteiros embaixo de árvores ,sua popularidade é facilmente compreensível pois ela pega em qualquer pedaço de terra, mesmo nos solos mais pobres em nutrientes. Existe em uma grande variedade de cores, com flores brancas, rosas, roxas, laranjas, vermelhas e bicolores, de pétalas simples ou dobradas, que florescem o ano todo. É barata, fácil de ser encontrada e vai bem até em ambientes sombreados, colorindo áreas internas em casas e escritórios. Por ter caules e folhas carnudos, capazes de armazenar água, aguenta passar alguns dias sem água, mas o ideal é regá-la mantendo a terra sempre úmida.

DE ONDE VEIO ?

A maria-sem-vergonha é uma espécie nativa do leste da África, na região da Quênia e de Moçambique. É uma planta herbácea perene que cresce de 15 a 60 centímetros de altura, com grandes folhas lanceoladas de 3 a 12 cm de comprimento e 2 a 5 cm de largura. As folhas são alternadas na maior parte, embora possam ser opostas perto do topo da planta. As flores possuem cinco pétalas e podem ser das mais diversas cores. Pelo fato de ser de cultivo fácil a Maria-Sem-Vergonha foi se desvalorizando com o passar do tempo. O nome depreciativo da espécie é apenas um exemplo de como ela é desvalorizada. Porém, mesmo que seja uma planta a qual não se atribua muito valor existem algumas variedades muito bonitas.

Como Cuidar Da Maria-Sem-Vergonha

A Maria-Sem-Vergonha é uma planta que tem fácil cultivo podendo ser cultivada com restrições de sol. Porém, o solo é de grande importância, o solo deve ter bastante matéria orgânica, pois isso facilita o crescimento e a adubação com fósforo (esse tipo de adubação facilita a floração). Aliás, vale destacar que a adubação com fósforo é bastante interessante principalmente para plantas que tem muitas flores nascendo juntas.

Depois de alguns anos a Maria-Sem-Vergonha passa a ter uma aparência de “velha” com folhas feias e mortas. Nesses casos é importante remover as mudas e replantá-las ou simplesmente adquirir plantas novas. Pode ficar tranquilo que essa espécie de planta é bem fácil de ser encontrada.

ADUBAÇÃO

Lembre-se de adubar no começo da primavera e do outono com a adubação para estimular a floração e no começo do verão, a adubação pós floração. E todo mês, ou mês sim, mês não, pode adubar com húmus de minhoca, que melhora a porosidade do solo, aumenta os teores de nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio e manganês do solo, melhora o pH e aumenta o número de microorganismos no solo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *